2009 avesdeportugal.info - todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Aves de Lisboa
avesdeportugal.info
.
Matinha
Trata-se de uma zona ribeirinha que confina com o estuário do Tejo. É um dos melhores locais da cidade
para observar aves aquáticas, destacando-se o grande dormitório de corvos-marinhos.
Espécies:
corvo-marinho-de-faces-brancas, garça-branca-pequena, garça-real, alfaiate, maçarico-das-rochas,
rola-do-mar, guincho, gaivota-d'asa-escura, pardal
Onde fica
na zona oriental da cidade,
entre o Poço do Bispo e o
Parque das Nações

Metro
não tem

Autocarros
28, 781, 782

Horário
nao fecha

Acesso
gratuito
Na zona da Matinha encontra-se o maior sector de lodos expostos de toda a frente ribeirinha de Lisboa, o
que faz deste local um dos melhores de toda a cidade para observar aves aquáticas, em especial garças e
limícolas. O local é especialmente favorável na maré baixa, nos meses de Outono e Inverno.

As gaivotas, particularmente os guinchos, são muito numerosos neste local. Também é habitual haver uma
ou duas garças-reais e, ocasionalmente, uma ou outra garça-branca-pequena. Já o flamingo parece ser
excepcional, mas em Janeiro de 2009 foram aqui vistas 6 aves desta espécie.

Durante a estação fria, este local também é frequentado por algumas limícolas, com destaque para o
alfaiate, que aqui pode ser visto com regularidade. O maçarico-das-rochas e a rola-do-mar também são
presença habitual na zona. Outras espécies que aqui já foram observadas são o borrelho-grande-de-coleira
e o borrelho-de-coleira-interrompida.

Uma das especialidades deste sítio é grande dormitório de corvos-marinho-de-faces-brancas. Estas aves
repousam habitualmente na grande estrutura metálica de vários arcos que se estende paralela à margem
arcos – nos meses de Inverno, este dormitório pode reunir mais de 100 corvos-marinhos. Em Janeiro de
2009 foi aqui contado um número recorde de 189 aves desta espécie.
Durante a maré-baixa, os lodos na zona da Matinha atraem gaivotas, limícolas e outras aves aquáticas.
Os corvos-marinhos repousam habitualmente na estrutura metálica que existe na zona da Matinha.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites